quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Carta da ANECS lida na reunião departamental!! Conheçam e discutam!

Olá colegas! Essa carta, redigida pelo grupo que atua no CACAM, cuja proposta foi aceita pela coordenação nacional da Articulação Nacional dos Estudantes de Ciências Sociais, foi lida em reunião do conselho departamental e trata de um apoio a nossa discussão contra a aprovação de um formato de projeto de especialização que vem sendo debatido no departamento. Postaremos mais informações sobre o assunto!



Essa carta tem o objetivo de combater a precarização da formação de professores para o ensino da disciplina Sociologia no ensino médio, que vem sendo empreendida mediante artifícios e projetos do Ministério da Educação e das Secretarias de Educação dos estados, através de projetos que visam não mais que a mercantilização da força de trabalho.

Uma das bandeiras da Articulação Nacional dos Estudantes de Ciências Sociais – ANECS compreende a luta pelo fim da educação à distância do curso de Ciências Sociais. Entendemos, enquanto estudantes que priorizam a qualidade da educação e do ensino das Ciências Sociais no país, que cursos nesse formato não contemplam os preceitos básicos da nossa formação, pois usurpam as várias vivências do estudo presencial e se tornam profícuos, no sentido de não validarem a maturação digna de nossas disciplinas e de contribuírem para a desvalorização do fazer pedagógico, sociológico e, sobretudo, fazer crescer a marginalização da disciplina; esta acaba por ganhar um caráter de menor importância frente às imponentes disciplinas das áreas técnicas, objetivas e exatas. Os modelos que explicam as questões sociais, as regras da democracia e da educação são analisados, pesquisados e elaborados com tanto afinco nas comunidades acadêmicas, para em seguida serem relidos e descontextualizados pelos órgãos do governo que, através de medidas arbitrárias e unilaterais, inserem no discurso pedagógico e no ensino das Ciências Sociais a corroboração de um senso comum alienador, transformando a sociologia em um adereço e, notadamente, impedindo que nossa produção de conhecimento se torne subsídio essencial aos movimentos de transformação social como um todo. Combatemos o descaso das instâncias governamentais, das universidades, dos departamentos, com relação à nossa formação e consequentemente à formação de nossos futuros alunos, já que há uma demanda de Cientistas Sociais formados e concludentes que estão e estarão habilitados ao ofício de lecionar a disciplina e por arbitrariedade dos estados e do governo federal não ocupam os postos de professores de sociologia, uma vez que a lei permite que graduados das mais diferentes áreas ministrem a disciplina no ensino médio. Combatemos ainda os muitos projetos de formação continuada cuja estrutura e objetivo dão margem a supostas qualificações e habilitações de graduados das mais diversas áreas ao ensino de Sociologia, e que são como dito, artifícios promíscuos para fazer reparos paliativos ao problema do ensino da Sociologia no Brasil. Nesse viés, percebemos nos diversos cursos do país que os departamentos de Ciências Sociais priorizam os cursos de bacharelado e as atividades de pesquisa - ainda assim com uma atuação deficitária, é importante destacar que também não somos satisfeitos em relação à pesquisa, extensão e à forma mercantil da produção de conhecimento - negligenciando as questões concernentes à docência, proporcionando poucos projetos de extensão e estágio para os cursos de licenciatura, disponibilizando de poucos professores preparados para ministrar as cadeiras de educação e para trabalhar a especificidade da didática da sociologia e as problemáticas da disciplina.

Ressaltamos que essa perspectiva de formação aligeirada forma docentes que incorporam às suas formações iniciais apenas as técnicas de como reproduzir noções que em muito não condizem com o fazer sociológico. Trata-se de um professor técnico e não um intelectual que domina as diversas ferramentas das Ciências Sociais. Os professores oriundos de cursos de finais de semana, de licenciatura curta e/ou a distância, ou de reciclagens e programas de capacitação apreendem e reproduzem um currículo tecnicista aos moldes do ensino de “Educação Moral e Cívica” da época da ditadura militar.

Exigimos o suprimento de nossa necessidade de formação para uma atuação docente crítica, que vise o ensino transformador de uma realidade quase inerte, no que tange à capacidade dos indivíduos de reconhecer os problemas sociais e de pensamento sobre o social. Nos interessamos, sobretudo, na alteração na lei que regula a exigência da disciplina Sociologia no ensino médio para que não seja permitido que graduados de outras áreas lecionem a disciplina.

Que o ensino das Ciências Sociais não se restrinja a teoria e que dialogue com o contexto social em que o aluno está inserido, entrando em confronto tanto com as dificuldades prévias e estruturais para atuação (precariedade de material didático, tempo reduzido para exposição da matéria, salário baixo,) como com o caráter apaziguador proposto pelo atual sistema educacional, que defende uma formação nos moldes das cartilhas de preparação para concursos de seleção para vestibular e para a formação de mão de obra para o mercado, legitimando a dominação de uma classe minoritária.

Nós da ANECS nos colocamos ao lado dos estudantes e professores de Ciências Sociais da Universidade Federal de Sergipe na luta contra a aprovação do curso de “Especialização em Ensino de Sociologia no Ensino Médio – Modalidade à Distância”, pois entendemos que se trata de mais uma forma de precarizar a educação e contribuir para o retrocesso da luta por uma sociedade capaz de pensar a si própria e se mobilizar pela transformação social. Salientamos que não somos contra que sejam criados cursos de pós-graduação, sejam eles lato sensu ou stricto sensu, porém essa modalidade, à distância e o formato como foi proposto tal curso, não atende em nenhum aspecto às nossas necessidades e nem as dos estudantes do ensino médio.

sábado, 21 de maio de 2011

Ofício do Cientista Social



Esse é o primeiro Ofício do Cientista Social deste ano. O prof Dr. Luis Gustavo vai abordar o tema da Antropologia Visual. Não Percam.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Notícias do Enecs - Envio de trabalhos prorrogado

Direto do blog do Enecs 2011 :

A Comissão Organizadora do XXVI Encontro Nacional de Estudantes de Ciências Sociais anuncia a prorrogação do prazo de submissão de artigos. Sendo assim, o prazo final para o envio desses artigos passa do dia 2 para 29 de Maio de 2011, dando um acréscimo de mais 27 dias para os estudantes interessados se organizarem melhor.

Mesmo estando incluso posteriormente nas normas, lembramos que é necessário, para a inscrição, o envio do Formulário de Inscrição contendo nome, instituição, curso e período, sendo que seu artigo deve se encaixar em um dos oito temas propostos: Expressões culturais no Movimento Estudantil; Sociologia no Ensino Médio; Formação do Cientista Social – Teoria e Prática; Movimentos Sociais; Opressões; Políticas Educacionais e Atuação do Cientista Social. Lembrando que este mesmo formulário deve conter um resumo do seu artigo de até 250 palavras. E outro arquivo separado, deve conter seu trabalho completo, sem qualquer identificação pessoal contida. Ambos os arquivos devem ser enviados no formato PDF para o email academicoenecs2011@gmail.com .

Assim que o seu artigo for recebido, enviaremos um email de notificação, que não é instantâneo. Todos os artigos recebidos serão encaminhados a pareceristas especializados na área para fazerem a avaliação necessária. O resultado será divulgado via email e quando for o caso, em todas nossas mídias sociais.

Para fazer a submissão do seu artigo entre no blog do ENECS : http://enecs2011.blogspot.com/

Nova Gestão - Dia após dia Lutando

Queremos agradecer a todos e a todas que participaram.

Resultado da Eleições do Cacam

85 votos para chapa "Dia após dia lutando"
6 votos nulos
1 voto branco

quinta-feira, 31 de março de 2011

Repasse da Assembléia Estudantil

Assembléia Estudantil de Ciências Sociais - 30/03/11


Informes :

- Debate sobre Transporte Público organizado pelo Movimento Levante e Lute será realizado dia 05/04 as 14h no auditório do CECH.
- Seminário de Sociologia no Ensino Médio, será realizado entre os dias 06 e 08 de abril. Inscrições na Secretaria do CECH - valor R$10
- Debate sobre o PNE - Plano Nacional de Educação com a Prof. Sônia Meire dia 31/03 ( hoje) as 19h no auditório da Reitoria.

Pautas :

Eleições

- Inscrição de Chapa de 01 a 05 de abril
- Votação 12 e 13 de abril
- O período de campanha fica a partir do momento que a chapa se inscreve até a véspera da eleição dia 11.
- A comissão eleitoral será formada por Dalton, Chiquinho, Claudinha, Lucas, Jeff e Eduardo.

ERECS e ENECS

- O ERECS ( Encontro Regional de Ciências Sociais - NE ) será realizado entre os dias 20 e 25 de abril em Caruaru/PE.
- Ficou marcada uma reunião para a próxima segunda-feira dia 04 as 19h no Cacam para todos os interessados em ir ou mesmo que não possam ir, mas que possam ajudar.
- Para maiores informações sobre o ERECS acessem http://erecsne2011.blogspot.com/

- Para o ENECS ( Encontro Nacional de Ciências Sociais) os interessados devem nesse primeiro momento levar xerox dos documentos ( rg e cpf), horario e o termo de responsabilidade assinado ( o termo encontra-se na pasta do Prof Hugo Maia na Deny Copiadora. Dalton do 1º periodo ficou de tirar algumas xerox do termo) e entregar na Secretaria do DCS. Esses documentos serão encaminhados a Reitoria para solicitar o ônibus da UFS.
- O ENECS será realizado em Belo Horizonte- MG no segundo semestre ainda sem data defina.


Reforma da Grade

- Foi repassada as mudanças que constam na nova grade Ciências Sociais que deve ser aprovada ainda este ano. Porém existem diversas duvidas com relação a equivalência de matérias e como fica a situação de quem já está no curso.
- O encaminhamento da Assembléia foi de se procurar o Departamento e propor uma audiencia entre estudantes e professores para que sejam discutidas essas e outras questões relativas a reforma da grade curricular.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Nota de esclarecimento aos estudantes de Ciências Sociais

Olá, essa é uma nota de esclarecimento aos estudantes de Ciências Sociais da UFS com relação ao Centro Acadêmico Caio Amado. Nós que estávamos na gestão "Utopia e Paixão"convocamos uma Assembléia no dia 25 de novembro para puxar o processo eleitoral do centro acadêmico, no entanto devido à correria do fim de período e esvaziamento da universidade não tivemos quorum. Estavam presentes na assembléia (que se tornou uma reunião), 14 estudantes e depois de debatermos concordamos em fazer uma Comissão Gestora formada por vários estudantes que ficará responsável pelo CACAM até começarem as aulas em 2011. Essa comissão irá preparar a calourada que será na primeira semana de aula e, na segunda semana, convocaremos uma assembléia e nela tiraremos uma comissão eleitoral que organizará o processo da eleição. Decidimos puxar as eleições só no próximo período visto que a universidade estará esvaziada na data proposta que seria do dia 26 de novembro ao dia 15 de dezembro, levando em consideração que nos dias 6,7 e 8 não haverá aula, e , por priorizar o debate entre os estudantes e a construção coletiva e democrática nesse processo dando oportunidade para que todos participem, inclusive se colocando como oposição se assim desejarem. Fazem parte da comissão gestora: Eduardo, Igor, Dinarty, Rhaiza, Rafael Aragão, Lídia, Francisco, Allana e Conceição. Ressalto que essa comissão é provisória e seus componentes não serão necessariamente a chapa na próxima eleição.

Vai em anexo a proposta da mudança da grade do nosso curso feita pelo colegiado. Ao analisá-la perceberão que a licenciatura foi meio deixada de lado e que está proposta a concentração por área do curso. Mas essa discussão da grade continuará como bandeira dos estudantes de CISO em 2011 Enviamos também um breve balanço da gestão do CACAM, mas aprofundaremos essa avaliação na próxima assembléia. A todos um abraço William Santana Ciências Socias - UFS Centro Acadêmico Caio Amado Coletivo Barricadas Abrem Caminhos "Meu povo é meu destino meu futuro: se ele não vira em mim veneno eu canto apenas morro." (Ferreira Gullar)






ps. Essa nota de esclarecimento foi enviada ao grupo CACAM_UFS do Yahoo no dia 22 de Janeiro de 2011. Na mensagem encontram-se anexos importantes:


- Relatório de Gestão do CACAM

- Proposta de reforma da grade curricular do curso